As lições que Marco & Mário aprenderam com ‘Quem é Ela’

(divulgação)

(divulgação)

Apesar das críticas que a novela global “Em Família” recebeu no dia de sua estreia, os irmãos Marco e Mário só tinham o que comemorar. Foi em 3 de fevereiro de 2014 que a dupla mineira anunciou oficialmente que “Quem é Ela” estava na trilha sonora do folhetim global das 21h. E mais: a música era tema da personagem principal – a Helena – ao lado de seu par, Virgílio.

Desde que começaram a carreira dez anos atrás, Marco & Mário gravaram seis CDs e três DVDs, conseguiram o respeito do público na região de Uberlândia, triângulo mineiro e um pedacinho de Goiás e interior de São Paulo. Chamaram a atenção também de artistas do gênero. Mas suas canções não chegaram à grande massa consumidora da música sertaneja, suas vozes não se tornaram familiares e seus rostos não ocuparam espaço em programas de TV.

Os mineiros seguem a mesma linha romântica do sertanejo que seus ídolos João Paulo & Daniel e Zezé di Camargo & Luciano. “Sempre gostamos de falar de um amor que dá certo e não do amor em que a mulher é uma piriguete. Essa é a nossa essência”, explica Mário. Apesar de o primeiro CD da dupla ter emplacado a canção “A Mulher Mais Feliz”, os cantores não conseguiram dar sequência no caminho do sucesso. Em 2009, gravaram o primeiro CD e DVD pela Sony. “Foi um disco difícil de fazer e não ficou do jeito que queríamos. Foi tudo a toque de caixa. Não gostamos da execução, das nossas vozes e mesmo assim ele foi lançado”, explicou Marco. Desse álbum saíram as canções “Sereia” e “Flecha do Cupido” e, por um tempo a dupla achou que o sucesso viria. Mas não veio. “Ficamos na cara gol e não aconteceu”, suspira Mário.

Entre os motivos para o – digamos assim – insucesso ou falta de sorte, os irmãos a destacam a perda de foco na carreira e a ausência da figura do empresário para cuidar, entre outras coisas, das vendas de shows e da parte burocrática da vida dos músicos. “O artista é o último a entender o que está acontecendo com a carreira. A coisa começou a cair e nós perguntávamos se o público não estava mais gostando do tipo de música que fazíamos”, conta Marcos. Foi aí que veio mais uma tentativa da Sony de emplacar a marca Marco & Mario. Dessa vez, o CD seria produzido por Dudu Borges.

“O trabalho do Dudu ficou excelente, mas não deu certo porque não tinha a nossa essência. O CD era uma tentativa da gravadora de nos aproximar do mercado”, afirma Mário. A música que teve maior aceitação foi “Sexto Sentido”, gravada com a participação da cantora Janaynna. A dupla se responsabiliza pelo resultado final e  e acredita que o principal erro neste álbum foi não ter participado da produção musical do disco.

Por cerca de dois anos Marco & Mário se afastaram das composições e novos projetos e se dedicaram apenas a shows regionais. Cogitaram abandonar a carreira. “A situação estava muito ruim pro nosso lado”, conta Marco. A última tentativa de chegar ao sucesso ocorreu um ano atrás. Como no começo da carreira, ambos produziram um CD e DVD no formato acústico gravado sem presença de público em um estúdio. “Quem é Ela” faz parte deste álbum que ainda não foi lançado e sequer tem nome definitivo.

“Quem é Ela” mudou tudo. Trouxe a sorte e a confiança da dupla de volta. Ela chegou na Globo naquele esquema de telefone sem fio. “Nós mostramos a música para um amigo, que mostrou para outro amigo que gostou e mostrou para o Jayme Monjardim (diretor de núcleo da novela “Em Família”), que por sua vez levou a canção até Manoel Carlos, que a escolheu para a trilha sonora”, lembra Mário. A notícia chegou à dupla também no boca a boca. Mas, ressabiados, Marco & Mário preferiram esperar a novela ir ao ar para anunciar e comemorar.

“Não é querer ser piegas. Mas temos certeza que Deus nos deu isso. Imagino que foram muitas músicas boas recusadas. E nós estávamos sem gravadora e sem nenhum relacionamento na Globo”, diz Marco.

“Quem é Ela” mostrou à Marco & Mario que ainda estava cedo para desistir e que a dupla não devia se preocupar com as críticas do mercado por não se render ao modismo. “A música nos deu mais credibilidade e nosso trabalho está chegando em lugares inimagináveis antes. A novela deu a tudo isso proporção nacional”, conta Mario. Na prática, a procura por shows aumentou, o cachê está mais valorizado, os pedidos para a participação em programas de TV estão pipocando, a música tema da Helena na novela toca nas rádios de todo o País, os irmãos já têm uma gravadora e um escritório para cuidar dos negócios.

Por enquanto, os fãs de Marco & Mário podem baixar quatro faixas do próximo CD/DVD (aquele que foi gravado em 2013 em um estúdio no formato acústico) no iTunes e aguardar para o trabalho completo chegar às lojas.

Marcos & Belutti sentem gostinho do sucesso com ‘Domingo de Manhã’

Marcos e Belutti em show na Wood's SP

Marcos e Belutti em show na Wood’s SP (foto: divulgação)

Desde o primeiro álbum, gravado em março de 2008, Marcos & Belutti aguardam a música que os levem ao reconhecimento definitivo chamado sucesso. Neste período lançaram seis trabalhos. O mais recente está nas lojas desde o dia 10 de março com o selo da Som Livre. Gravado em formato acústico em uma apresentação apenas para amigos na casa do cantor Sorocaba (que faz dupla com Fernando), o DVD “Marcos & Belutti Acústico” parece ter o que os amigos esperam há seis anos: a música certa.

“Domingo de Manhã” chegou às rádios no dia 24 de março. Foi escolhida para ser a terceira faixa de trabalho do DVD acústico – antes vieram “Irracional” e “Mentirosa”. E, para ser do contra, ela não veio preguiçosa como as manhãs de domingo frequentes no outono. “Domingo de Manhã” chegou rasgando corações apaixonados, virando declaração de amor e quase se tornou um viral. Sim, são inúmeros os vídeos no YouTube e Instagram de famosos e anônimos cantando trechos da canção escrita por Bruno Caliman (autor também do sucesso “Te Esperando”, de Luan Santana). Dois exemplos: Cristiano Araújo e a dupla Thaeme e Thiago.

A música levou Marcos & Belutti ao topo do ranking de vendas do iTunes e aumentou a procura por CDs físicos. A dupla também está sendo mais procurada para participar de programas de TV. “Essa música está se tornando um marco e mudando as nossas vidas. As coisas estão acontecendo de um jeito que nunca aconteceram”, confessou Marcos no camarim da Wood’s SP, na zona sul de São Paulo, na última quarta-feira, dia 14. E não foi por falta de canção boa que as coisas “não aconteceram antes”. O primeiro hit foi “Perdoa Amor”, de 2009, que deu certa notoriedade à dupla e abriria as portas para qualquer sucesso que viesse na sequência. Vieram depois “Sem Me Controlar”, “Será Que Vai Rolar”, “Nova Namorada”… Todas boas músicas. Em 2012, o CD “Cores” foi indicado ao Grammy Latino. Não ganhou. “E não teve tanta moral do público”, disse Belutti. “Talvez não fosse a hora”, continuou Marcos. Ou talvez, nenhuma dessas canções fosse tão forte quanto “Domingo de Manhã” que é romântica, não tem refrão chiclete, ou seja, o contrário das canções que têm estourado artistas por aí.

“Acho que não tem explicação. Somos uma dupla muito temente a Deu. Procuramos fazer as coisas com muito amor, com muita paixão e sempre recebemos músicas boas. As que vamos cantar no show já foram lançadas nas rádios e todo mundo sabe cantar, mas não são ‘Domingo de Manhã’”, disse Belutti que tem outra preocupação ao lado de Marcos: lançar outra música tão boa e conseguir se tornar um nome de peso também fora de São Paulo.

Marcos e Belutti em show na Wood's SP

Marcos e Belutti em show na Wood’s SP

“Todo mundo diz que o difícil não é fazer sucesso, e sim manter. Para nós, o difícil foi fazer sucesso e estamos ainda buscando a consolidação com essa música.  Mas sabemos que depois vai ser mais difícil achar outra música. Mas também ficaremos mais exigentes com o repertório, para não errar. A gente precisava achar um rumo. Agora que achamos, nossa cabeça será voltada para músicas que tenham nossa cara e o que a gente sente no coração”, encerrou Belutti.

O DVD “Marcos & Belutti Acústico” tem 19 faixas e participação de Fernando & Sorocaba e o cantor Marciano, que dividiu os microfones na canção “Aceito Sua Decisão”. Já Fernando & Sorocaba cantaram “Fica Comigo”. Estão presentes no repertório ainda as inéditas “Irracional”, “Mentirosa”, “Saudade d’eu” e, “Domingo de Manhã”.

‘Te Amo à Beça’ será a nova música de trabalho de Matheus & Kauan e fará parte de EP previsto para julho

(foto: Cristiane Bomfim)

(foto: Cristiane Bomfim)

Os goianos Matheus & Kauan estão em estúdio preparando o próximo trabalho da carreira. A dupla pretende lançar após a Copa do Mundo um EP com quatro (ou cinco) faixas para chamar a atenção para o segundo DVD da carreira, que deve ser gravado no fim de 2014. “Te Amo à Beça”, a primeira do EP, deverá ser lançada até junho e terá a produção de Dudu Borges.

Segundo os irmãos, a maior parte das canções já escolhidas para o repertório foram escritas por eles. “Já criamos um estilo musical de acordo com nossa linha de composição. Mas é claro que se tiver música boa de outras pessoas, vamos gravar”, disse Kauan no camarim do Villa Country, na zona oeste de São Paulo, onde a dupla se apresentou na última quarta-feira, dia 30.

Por enquanto, a dupla continua trabalhando o DVD “Mundo Paralelo”, que foi gravado março de 2013 em Goiânia e apresentou a dupla ao público. Até então, os irmãos eram conhecidos no meio musical como compositores de sucessos gravados por artistas como Luan Santana, Gusttavo Lima e Jorge & Mateus.

Xororó diz se divertir com piadas sobre sua sorte: ‘Dou risada também’

Chitãozinho & Xororó se apresentam pela primeira vez no CTN (foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho & Xororó se apresentam pela primeira vez no CTN (foto: Rosa Marcondes)

Depois de ser sorteado duas vezes pelo programa da Nota Fiscal de Serviços Eletrônicos, da Prefeitura de Campinas, no interior paulista, e virar assunto na cidade, o cantor Xororó, que faz dupla com o irmão Chitãozinho afirmou se divertir com as piadas. “Eu encaro com naturalidade. Isso é o povo brasileiro e a juventude na internet dá nisso. Dou risada como todo mundo”, disse ao ao Música Popular Sertaneja antes de se apresentar no palco do Centro de Tradições Nordestinas (CTN), na zona norte de São Paulo, na última sexta-feira, dia 25.

Cadastrado no programa que premia por sorteio os consumidores que solicitam nota fiscal, o sertanejo foi sorteado pela primeira vez em 25 de fevereiro. Na ocasião, ele ganhou um videogame PlayStation 3. Na ocasião ele concorreu com cerca de 16 mil contribuintes e seu cupom foi o contemplado entre mais de 1,4 milhão de papéis. A sorte sorriu novamente para o artista e no início de abril foi divulgado que ele foi premiado pelo programa criado pelo poder municipal em 2010 para evitar a sonegação fiscal de impostos. O prêmio desta vez foi um smartphone com câmera de 5 mega pixels.

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

E foi aí que o cantor virou notícia não pela música, mas pela sorte. Sua foto segurando o PlayStation 3 foi publicada em capas de jornais locais e a história se espalhou rapidamente na internet. As piadas – como uma que diz que Xororó nunca teve um voo atrasado no aeroporto de Viracopos, que fica em Campinas – vieram em seguida. Mas Xororó disse que o fato de ser sorteado pouco tem a ver com sorte: “O segredo taí. A verdade é que realmente eu tenho gasto bastante, né? Estou construindo novamente e peço nota sempre e meu nome consta sempre lá (no banco de dados)”, explicou o cantor.

CTN

Chitãozinho & Xororó se apresentam pela primeira vez no CTN (foto: Rosa Marcondes)

Chitãozinho & Xororó se apresentam pela primeira vez no CTN (foto: Rosa Marcondes)

Nos mais de 40 anos de carreira, Chitãozinho & Xororó nunca tinham pisado no CTN, que é conhecido pelas apresentações de bandas nordestinas e de música sertaneja (veja fotos do show abaixo). O espaço com capacidade para cerca de 5 mil pessoas e com ingressos a preços populares estava lotado de fãs da dupla. O show teve início as 0h25 e os irmãos como sempre não decepcionaram. “É a primeira vez que tocamos aqui, mas sempre tivemos vontade”, disse Xororó à plateia. Foi emocionante ver (e ouvir) um minuto de aplausos ao fim do sucesso “Evidências”.

George Henrique e Rodrigo: ‘Não gostamos de fazer trabalhos passageiros’

23/04/2014 - George Henrique & Rodrigo se apresentam na Wood's SP (fotos: Thiago Archanjo)

23/04/2014 – George Henrique & Rodrigo se apresentam na Wood’s SP (fotos: Thiago Archanjo)

Se em 2011 George Henrique & Rodrigo gravaram um DVD em um posto de gasolina com o nome “Esquenta Pra Balada”, agora com canções tocando nas rádios e agenda média de 15 shows por mês, os irmãos goianos prometem algo menos visual e com ênfase no repertório e nos arranjos musicais. É que três anos atrás, a dupla ainda era completamente desconhecida do grande público e da mídia. “A gente precisava chamar a atenção de alguma forma”, contou Rodrigo no camarim da balada Wood’s, na zona sul de São Paulo, onde a dupla se apresentou na última quarta-feira, dia 23. E, apesar do título que sugere músicas de balada e do cenário ser a área de abastecimento de carros, prevaleceram as músicas românticas nas rádios e a primeira a estourar foi “Receita de Amar”.

23/04/2014 - George Henrique & Rodrigo se apresentam na Wood's SP (fotos: Thiago Archanjo)

23/04/2014 – George Henrique & Rodrigo se apresentam na Wood’s SP (fotos: Thiago Archanjo)

O segundo DVD da carreira (e terceiro trabalho) sequer tem data para a gravação. “Pode ser no fim de 2014 ou começo de 2015. A data é o mais fácil”, explicou Rodrigo. A dupla está montando o repertório que terá algumas faixas escritas por George. “Eu componho muita música, mas nem todas são boas. E para um trabalho de DVD a seleção tem que ser criteriosa. Não gostamos de fazer trabalhos passageiros”, completou George. A previsão é que Goiânia, em Goiás, seja escolhida como locação do álbum.  “Não tem como ser em outro lugar. Começamos em Goiânia. É a nossa terra”, diz George.

Mas, o que já está certo é o lançamento da música “Nossa Chama” junto com clipe – que foi gravado em Curitiba – no fim de maio. A canção irá substituir “Nunca Mais” nas rádios. Aliás, essa faixa tem a participação dos padrinhos Bruno & Marrone e é a terceira do disco “Conto Até Dez” a ser trabalhada.

23/04/2014 - George Henrique & Rodrigo se apresentam na Wood's SP (fotos: Thiago Archanjo)

23/04/2014 – George Henrique & Rodrigo se apresentam na Wood’s SP (fotos: Thiago Archanjo)

Aos poucos a dupla está sendo reconhecida pelo talento e já consegue desvincular seu nome de Bruno & Marrone. “É lógico que foram eles que abriram as portas. Mas hoje andamos com nossas próprias pernas. Hoje são raros os eventos em que tocamos juntos ou ainda que fazemos participação de uma ou outra música em uma apresentação deles”, disse George. Também, desde 2013, os irmãos ampliaram o leque de apresentações. Além de clubes e casas noturnas fechadas, George Henrique & Rodrigo estão cantando também em festas agropecuárias. “Estamos ocupando mais um espaço. Tocar nestas festas mostra que nosso trabalho está sendo reconhecido. É um passo a mais”, disse Rodrigo.

Bruno e Marrone gravam DVD com hits da música nacional

(foto: Rosa Marcondes)

(foto: Rosa Marcondes)

Quase dois anos após gravarem o sexto DVD da carreira, Bruno & Marrone voltaram ao Espaço das Américas, na zona oeste de São Paulo, para a captação de imagens do próximo trabalho, ainda sem previsão de lançamento. Ao contrário da mega produção de 2012 que priorizou músicas inéditas, a dupla preferiu um trabalho mais intimista com a presença na plateia apenas de convidados. O espaço escolhido para a montagem do palco foi o hall de entrada da casa de shows e o repertório privilegiou grandes sucessos da música brasileira (do pop/rock ao samba, passando por ritmos como o axé, o romântico e, é claro, o sertanejo). Foram apenas cinco canções inéditas.

Como já é de costume,a gravação do DVD quase não teve repetições. A produção musical ficou por conta de Dudu Borges, mas as canções escolhidas são, sem dúvida, o principal atrativo do álbum. Independentemente do estilo musical que consagrou cada uma das faixas selecionadas para o repertório, Bruno & Marrone deram a cada uma delas a identidade da dupla, uma nova cara. O arrocha arrastado de “A Casa ao Lado”, sucesso na voz de Pablo (que recentemente regravou esta canção ao lado de Daniela Mercury em seu DVD) virou um sertanejo romântico tão bonito quanto na voz do cantor baiano. E o que dizer de “Apenas Mais Uma de Amor”, de Lulu Santos?

Clique nas fotos para ver a galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

A abertura da apresentação (e possivelmente do DVD pronto) ficou por conta de “Ausência”, de Chrystian e Ralf. Esta música, aliás, é uma das mais cotadas para ser a próxima faixa de trabalho da dupla e ficou entre as favoritas do público presente no local, incluindo a assessora de imprensa dos artistas.

Lista de músicas:

01 – Ausência (Chrystian e Ralf)
02 – Deixa Acontecer (Revelação)
03 – Tiro e Queda (inédita)
04 – Apenas mais uma de amor (Lulu Santos)
05 – Você me Vira a Cabeça (Alcione)
06 – Eu Mudei Demais (inédita)
07 – Oceano (Djavan)
08 – Garçom (Reginaldo Rossi)
09 – Agora (inédita)
10 – Não Vou Chorar (Chiclete com Banana)
11 – Eu Sei (Papas da Língua)
12 – Casa ao Lado (Pablo)
13 – Frente a Frente (Matogrosso e Mathias)
14 – Quando a Chuva Passar (Ivete Sangalo)
15 – Primeiros Erros (Capital Inicial)
16 – Parabéns (inédita)
17 – Vou te Amarrar na Minha Cama (As Marcianas)
18 – Ainda Gosto Demais (inédita)
19 – Stop que Ela é Top (Bruno e Marrone)
20 – Alma Gêmea (Fábio Júnior)
21 – Dormi na Praça (Bruno e Marrone)
22 – Evidências (Chitãozinho e Xororó)
23 – Força Estranha (Roberto Carlos)
24 – É o Amor (Zezé di Camargo e Luciano)

Entre os convidados na plateia estavam as duplas João Neto & Frederico, George Henrique & Rodrigo, Matheus Minas & Leandro e Zé Ricardo & Thiago, além do cantor Sorocaba (que faz dupla com Fernando).

Repertório é destaque em DVD de Henrique e Juliano

Henrique e Juliano

Henrique & Juliano subiram no palco montado no anel interno do estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF) na noite do último sábado, dia 12, para a gravação do segundo DVD da carreira, iniciada em bares de Palmas, no Tocantins, em 2008.  O show, para cerca de 15 mil pessoas, contou com palco todo iluminado por telões de LED, passarelas que os aproximavam do público e repertório cuidadoso, com destaque para as canções românticas.

Aliás, é uma música de amor a mais cogitada para ser a nova faixa de trabalho da dupla. Em até 15 dias, deve ser divulgado o primeiro vídeo do DVD em forma de clipe. “‘Até Você Voltar’ é a grande favorita”, contou Juliano, que no começo estava meio resistente à escolha. “Eu queria que fosse uma mais animada, já que estamos trabalhando agora ‘Recaídas’, mas depois do show e com o entusiasmo do público, comecei a mudar de ideia”, contou ao Música Popular Sertaneja.

Ao contrário do DVD gravado em Palmas dois anos antes, a nova produção não contou com a participação de convidados especiais. “Já fizemos isso antes. Agora quisemos priorizar a dupla e o nosso show”, explicou Juliano.

E no palco, o principal contratempo que os irmãos precisaram enfrentar foi a invasão de mulheres no palco. Os seguranças que cercavam a estrutura não foram capazes de deter as fãs e por várias vezes Henrique e Juliano precisaram pedir para que as meninas se controlassem. Em uma delas, os artistas prometeram atender todas no camarim após o show. “Gente vai ficar difícil gravar o DVD assim. Vamos ter que repetir várias vezes a mesma música e aí fica cansativo para todo mundo”, disseram.

Merecem destaque as músicas: “Até Você Voltar”, “Eu Chamo Cê Volta” e as mais animadas “Jesus Apaga a Luz” e “Amiga Feia”. Esta última segue a linha que de “Não Tô Valendo Nada”, que colocou a dupla entre as mais tocadas em 2013. “Acho que mais que a estrutura, a iluminação, o grande forte do DVD é o repertório. Não existe trabalho bom sem repertório de qualidade”, ponderou Juliano. Para os ansiosos, a previsão é que o DVD chegue às lojas em até 90 dias.

Depois da apresentação, já no meio da madrugada, Henrique e Juliano ainda gravaram ao lado de Thaeme & Thiago e Zé Henrique & Gabriel  um especial para a TV Globo, que deve ser transmitido nos estados de Tocantins e Goiás, além do Distrito Federal no fim do ano.

Recaídas – a atual música de trabalho da dupla

 

Em nova turnê de Leonardo, “Vou Chorar” vira pagode. Show é pot-pourri de sucessos

(foto: Mario Rodrigues)

(foto: Mario Rodrigues)

Em dezembro de 2013, Leonardo gravou em Goiânia, no estado de Goiás, o DVD que comemora três décadas de carreira. O cantor escolheu São Paulo, para fazer o lançamento da turnê “Leonardo 30 Anos”. O show, que não lotou o Citibank Hall, na zona sul da capital, ocorreu nos dias 4 e 5 de abril teve como principal marca a escolha de um repertório extenso dos sucessos acumulados desde o primeiro álbum lançado ao lado do irmão Leandro, em 1986. Em duas horas de apresentação, o artista cantou nada menos que 45 músicas: um verdadeiro pot-pourri que priorizou os refrões de canções como “Pense em Mim” e “Entre Tapas e Beijos”.

Para dar, digamos assim, um ar de modernidade ao show, as músicas passaram por uma releitura: ficaram mais aceleradas e ganharam elementos mais pop. Leonardo se perdeu no ritmo e por várias vezes iniciou a interpretação atrasado ou pulou trechos. Para se ter uma ideia, “Vou Chorar” virou um pagode (veja abaixo) e “Zuar e Beber” ganhou batidas de funk.

O cenário grandioso e as bailarinas foram destaques positivos na apresentação, que pecou por fazer a homenagem ao rei do brega Reginaldo Rossi (morto em dezembro de 2013) sem a participação de Leonardo no palco. As três músicas escolhidas para o tributo (“Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme”, “Em Plena Lua de Mel” e “Garçom”) foram executadas enquanto o cantor trocava de roupa e sua imagem gravada em estúdio aparecia na tela central. Como sempre, o irmão Leandro também foi lembrado no show. Clique nas fotos abaixo para ampliar.

Antes de encerrar a apresentação, Leonardo apresentou ao público seu filho José Felipe, de 15 anos. O garoto se prepara para iniciar a carreira musical e interpretou, muito timidamente, “Te Amo Demais” ao lado do pai.

Na lista de canções escolhidas para a turnê estão ainda: “Não Aprendi Dizer Adeus”, “Mano”, “Alucinação”, “Solidão”, “Talismã”, “Temporal de Amor”, “Eu Juro”, “Cadê Você” e a nova “Pega Eu e Leva Pra Você”.

Lucas Lucco lança CD pela Sony e anuncia gravação de DVD em abril

(foto: Rosa Marcondes)

(foto: Rosa Marcondes)

Lançada no dia 21 de janeiro, a música “Mozão”, surpreendeu Lucas Lucco. Concebida em nenhuma pretensão, segundo o cantor, ela não estava entre as mais cotadas para ganhar clipe e entrar nas rádios.  “Na verdade, eu iria trabalhar ‘Só Nós Dois’ que é uma música mais parecida com ‘Pra Te Fazer Lembrar’, confidencia Lucco. Mas, depois de ouvir a opinião de produtores musicais de algumas rádios e até integrantes da gravadora Sony, “Mozão” acabou sendo a escolhida por ser “diferente” do que estava sendo tocado no começo do ano. A música teen, com refrão fácil e meloso e totalmente “fora da caixinha” de Lucas Lucco está entre as mais pedidas nas rádios. O clipe da canção, que aborda o câncer de mama, já foi visto mais de 18 milhões de vezes no YouTube.

É “Mozão” que anuncia o CD “Tá Diferente”, segundo da carreira de um ano e meio. Com 18 faixas, o disco tem a participação de Anitta na música “Beijar à Queima Roupa” e dos funkeiros MC’s Pikeno e Menor em “Toda Toda”. A letra de funk ganhou arranjos pop-sertanejo. Mas o disco pode ter vida curta. É que o cantor se prepara para a gravação do seu primeiro DVD no dia 7 de abril na cidade de Patrocínio, em Minas Gerais, cidade onde nasceu. “Eu até ia esperar um pouco para fazer o DVD, mas não teve jeito. Ele está sendo muito pedido. E investir no lance da imagem é algo que estamos precisando”, contou o artista. “Poxa. Eu já tenho um ano e meio de carreira e não tenho DVD”, disse. O DVD terá como função a fixação da imagem de Lucas Lucco e mostrar sua performance no palco.

“É importante mostrar como é meu show”, explicou o jovem que faz em média 25 shows e diz que muita coisa mudou desde que foi descoberto por Fernando e Sorocaba. “Quando eu saio na rua, o pessoal já me reconhece”. Além disso, o cantor tem investido no preparo vocal com sessões de fonoaudiologia para aperfeiçoar a voz e, principalmente, eliminar os vícios na hora de cantar. “Aprendi a poupar a minha voz, estou fazendo o aquecimento direitinho e estou preocupado com a minha dicção”, revelou. Sobre o palco, ele diz ser desinibido. “Mas a maratona de shows me deixou mais à vontade”.

Para não dar o álbum por perdido, Lucas Lucco garante ter uma estratégia: das 20 faixas do futuro DVD, apenas nove serão inéditas. “Vou aproveitar o máximo de músicas do CD”. A romântica “Saudade Idiota” está sendo cotada como a próxima música de trabalho. A ideia é fazer o lançamento junto com as imagens gravadas no palco montado na cidade.

DVD

Com a participação já confirmada de Fernando e Sorocaba (especula-se ainda a presença de Luan Santana), o DVD será gravado no dia 7 de abril no Espaço Cultural de Patrocínio e ganhará o nome de “O Destino”, título de uma faixa já selecionada para o trabalho. Dudu Borges será o responsável pela produção musical. E a data escolhida é justamente o dia em que a cidade completa 172 anos de fundação. A entrada será gratuita e o cantor espera público de pelo menos 30 mil pessoas.

“Eu queria gravar a música ‘O Destino’ na cidade onde eu nasci e fui criado. E eu acho que o local foi escolhido por conta disso: por poder voltar para casa, por poder gravar meu primeiro DVD em casa. Vou me sentir mais à vontade. E acho que vai ser bem legal. Pelo que eu vejo, o pessoal da cidade está orgulhoso por ser lá”, conta Lucas.

Desde que começou a carreira profissional, Lucas só fez um show em Patrocínio. Coincidência ou não, a apresentação também ocorreu no aniversário da cidade, no ano passado.

Padre Alessandro Campos se prepara para lançar 2º CD sertanejo

Foto: Leco Viana

Foto: Leco Viana

Aos 32 anos – e dez de batina – o padre sertanejo Alessandro Campos lança no início de abril seu segundo CD. O álbum, que possivelmente terá o selo da Som Livre, será uma mescla de clássicos sertanejos e canções inéditas, muitas adaptadas para o cristianismo. Entre as participações especiais estão nomes como As Galvão, Chico Rey & Paraná e Trio Parada Dura. “São amigos e ídolos da minha infância”, afirmou o padre ao Música Popular Sertaneja.

Depois de nomes como Padre Marcelo Rossi e Padre Antônio Maria, o jovem Alessandro Campos faz parte da nova safra de padres que usam a música para evangelizar. “Cresci escutando moda de viola. Minha família é caipira. E o Brasil é sertanejo”, justifica ele que nasceu na cidade de Guaratinguetá, no interior paulista, mas há sete anos vive em Brasília, no Distrito Federal. Apesar de não se considerar cantor e sim uma pessoa “apenas afinada”, tratou logo de unir o útil ao agradável. “A música sertaneja está nas minhas veias, porque não evangelizar?”

Em 2013, padre Alessandro Campos estreou como apresentador de um programa na TV Aparecida. Ele comanda desde outubro o “Aparecida Sertaneja”, que vai ao ar nas noites de terça-feira. Mesmo assim, conseguiu fazer mais de 200 shows pelo Brasil apresentando seu primeiro disco “O Homem Decepciona, Jesus Cristo Jamais”, lançado no fim de 2011 e distribuído pela Universal Music. Para este ano, o padre garante que já tem mais de 50 shows contratados. “Vou me dividir entre as apresentações e o programa”, contou ele que pretende, em 2014, gravar o primeiro DVD em São Paulo. O padre aproveitou a reunião de artistas do gênero em sua festa de aniversário, no dia 17 de fevereiro, para fazer o convite de participação. Estavam presentes: Chico Rey & Paraná, As Galvão, Os Meninos de Goias, Barra da Saia, Trio do Brasil, Athaíde & Alexandre, Trio Parada Dura, Padre Antônio Maria, entre outros. “Quero todos no meu DVD”, disse na ocasião.